1 de jun de 2012

(In)Diferenciação

Bom, pessoal, serei o mais breve possível aqui. O tema é "A indiferença: Um mal da modernidade?". Como não consegui dissertar sobre o tema, fiz um poema escabroso sobre. Não sei se deveria desejar (pois é improvável que aconteça), mas boa leitura!

(In)Diferenciação

Era no tempo da ditadura,
não existia penúria,
diz o avô saudosista
e o trabalhador regressista

Foi durante a Era Vargas
quando não houve vacas magras
Diz o socialmente indiferente
e o filósofo/sociólogo indecente

E do tempo da crença,
quando não havia indiferença,
só o beato populista tem saudade

O beato é só mais um indeciso
que finge não ter riso
para não aproveitar a modernidade


2 comentários:

  1. Respostas
    1. Então você vem ao meu blog só para fazer esses comentários? Conte-me como é contribuir para aumentar o meu número de visualizações.

      Excluir