11 de nov de 2011

“Dialeticando” com Luiz Felipe Pondé

Caros leitores, fãs e até mesmo apreciadores intermitentes deste blog. Vou dar uma explicação sobre o título deste post já de antemão. Meses atrás, tive a oportunidade de ler nas Páginas Amarelas da revista VEJA uma entrevista com Luiz Felipe Pondé, filósofo brasileiro, colunista do jornal Folha de São Paulo e professor da Faap e da PUC- SP. Porém, mesmo com pontos de vista interessantes, ouso discordar desse filósofo. Por isso, o título desta postagem. Farei uma dialética (oposição de ideias) com esse pensador por meio de respostas a alguns dos vieses dele e até mesmo a algumas partes da introdução dada por VEJA. Enfim, boa leitura.

VEJA- “Seja na sua coluna semanal da Folha de S.Paulo, seja em livros como o recém-lançado “O Catolicismo Hoje (Benvirá)”, ele sabe se comunicar com o grande público sem baratear suas ideias”

RESPOSTA- Justos os elogios desprendidos a esse filósofo pela revista. Todavia, há uma ideia um tanto vaga no excerto: Para essa mídia, o que seria um “barateamento de ideias?”. Todos sabemos das opiniões de VEJA. Porém, falar em “barateamento de ideias” torna-se até mesmo sofismático quando não se define parâmetros para tal.

VEJA- “Pondé é um crítico da dominância burra que a esquerda assumiu sobre a cultura brasileira”

RESPOSTA- Absolvam-me os críticos capitalistas a esse suposto regime de esquerda, mas devo discordar e afirmar categoricamente que a cultura brasileira não tende para a esquerda, e sim para a direita. Uma das maiores preocupações da esquerda relaciona-se com o acesso à cultura para todos. Afinal, parafraseando uma música de Gilberto Gil, os proletários têm direito à educação e cultura, o que é uma pregação esquerdista.
Enquanto isso, a cultura (ou a negligência exercida por alguns governos para com a mesma) quando transformada em instrumento de dominação (o caso brasileiro) e de segregação social, torna-se direitista.
O máximo que se pode alegar sobre a cultura brasileira é que a mesma é populista. Porém, por mais que alguns sofistas teimem com essa ideia, o Populismo representa muito pouco da verdadeira esquerda. Seria uma pseudo-esquerda.
E, além disso, é muito difícil ter uma dominância cultural esquerdista em um país que tem asco à esquerda, mesmo sem conhecê-la.

LUIZ FELIPE PONDÉ- “*Um jantar inteligente* É uma reunião na qual há uma adesão geral a pacotes de ideias e comportamentos. Pode ser visto como a versão contemporânea das festas luteranas na Dinamarca do século XIX, que o filósofo Soren Kierkegaard criticava por sua hipocrisia. Esse vício migrou de um cenário no qual o cristianismo era a base da hipocrisia para uma falsa espiritualidade de esquerda. Como a esquerda não tem a tensão do pecado, é pior do que o cristianismo”

RESPOSTA- Até a parte em Itálico, uma resposta muito informativa. Porém, a partir do ponto em itálico, essa resposta virou uma falácia completa.
Primeiro: Espiritualidade de esquerda? Caro filósofo, existe grande diferença entre a esquerda genuína e a demagogia. Apontar que a hipocrisia migrou do cristianismo (alegação que para alguns é uma meia verdade) para uma falsa espiritualidade de esquerda sem argumentação é um sofisma completo.
Segundo: Pondé, colocar o cristianismo acima da esquerda por causa da tensão do pecado sem fazer ponderações necessárias é uma inverdade, para dizer o mínimo. Afinal, o pecado pode tanto ajudar quanto atrapalhar. Lembre-se que vivemos em um mundo o qual precisa urgentemente de ações, e não de pregações. E pondere também que, enquanto a esquerda propõe mudanças radicais que se executadas podem beneficiar a muitos, o cristianismo propõe paciência e esperança, algo dificílimo em um mundo tão desigual e pobre para muitos.

LUIZ FELIPE PONDÉ- “A esquerda é menos completa como ferramenta cultural para produzir uma visão de si mesma. A espiritualidade de esquerda é rasa. Aloca todo o mal fora de você: o mal está na classe social, no capital, no estado, na elite. Isso infantiliza o ser humano. Ninguém sai de um jantar inteligente para se olhar no espelho e ver um demônio. Não: todos se veem como heróis que estão salvando o mundo por andar de bicicleta”

RESPOSTA- Lembre primeiro, caro professor, que a espiritualidade deve ficar a cargo de religiões e (principalmente) de doutrinas filosóficas. Apesar de religião e política terem uma intrínseca relação por serem duas das coisas mais importantes para o ser, a mistura das duas (seja em governos teocráticos ou quando as religiões são usadas para justificar guerras e outros atos) sempre trouxe resultados catastróficos. Não é preciso voltar muito tempo na história para presenciar tal fato. (Exemplo: O Tribunal do Santo Ofício, apoiado por vários reis durante a era medieval e moderna).
Outro fator reside na típica falácia das supostas pregações de esquerda. Primeiro: a esquerda prega realmente que o mal está na classe social, no capital, no estado, na elite. Porém, a mesma corrente ideológica também prega que os trabalhadores não devem ser omissos com relação a esse mal, e por isso devem unir-se e agir politicamente para mudar tal quadro.
E, não, a esquerda ainda não tem pregações relacionadas ao meio ambiente.

PONDÉ- “Não há um pensamento alternativo à tradição de Rousseau, Hegel e Marx. Tenho um amigo que é dono de uma grande indústria e cuja filha estuda em um colégio de São Paulo que nem é desses chiques de esquerda. É uma escola bastante tradicional. Um dia, uma professora falava da Revolução Cubana, como se esse fosse um grande tema. Ela citou Che Guevara, e a menina perguntou: “Ele não matou muita gente?”. A professora se vira para a menina e responde: “ O seu pai também mata muita gente de fome”. O que autoriza um professor a usar esse tipo de argumento é o status quo que se instalou também nas escolas, e não só na universidade. O infantilismo político dá vazão e legitima esse tipo de julgamento moral sumário”

RESPOSTA- Tchê, tchê, tchê, quanta falácia junta.
Pondé, não sei se vivemos na mesma sociedade sinceramente. O que possibilitou tal julgamento não foi qualquer tipo de “infantilismo político”. O que possibilita esse e outros julgamentos é a sociedade em si. Ora, como você mesmo disse, uma menina estuda em um colégio tradicional e de boa qualidade. Quantos outros desejariam a mesma sorte, mas não podem tê-la, já que a sociedade e o sistema exigem demais de quem mal tem o que comer e pouco recompensam a exigência?
Ainda que involuntariamente, você culpa o próprio brasileiro pela situação do país. O grande problema do pensamento brasileiro é a recusa por revoluções. Durante o período Joanino, e até mesmo em outros, só ouvi falar em duas verdadeiras revoluções que ganharam adesão popular, mesmo que insuficiente: A Conjuração Baiana de 1798 e a Insurreição Pernambucana de 1817. Esse é o problema. Seja por piedade, desesperança ou misericórdia pela vida alheia, o povo brasileiro recusa-se a lutar pelos seus direitos, mesmo pacificamente. Por isso, muitos pensadores brasileiros não conseguem enxergar revolucionários como Che Guevara fora da visão de um mero criminoso. Che Guevara lutou... E o Brasil devia seguir o exemplo. Não falo de luta para instalar qualquer regime político. Falo de luta por mudanças, por maior seriedade e menor monopolização da política brasileira por algumas famílias.
A pobreza do povo dá vazão a esse tipo de julgamento. Então, não, infantilismo político pouco tem a ver com isso.

PONDÉ- “O mundo das ciências humanas, em que há pouco dinheiro e se faz pouca coisa, é dominado pela esquerda aguada. Há muito corporativismo e a tendência geral de excluir, por manobras institucionais, aqueles que não se identificam com a esquerda. Existe ainda a nova esquerda, para a qual não é mais o proletariado que carrega o sentido da historia, como queria Marx. Os novos esquerdistas acreditam que esse papel hoje cabe às mulheres oprimidas, aos índios, aos aborígenes, aos imigrantes ilegais. Esses segmentos formariam a nova classe sobre a qual estaria depositada a graça redentora. Eu detesto política como redenção.”

RESPOSTA- Pergunto ao filósofo qual o erro do suposto “novo pensamento esquerdista”. A não ser que a lógica capitalista pregue a mulher sendo oprimida somente porque quer, índios e aborígenes como mais perigosos se comparados aos homens brancos e que todo imigrante ilegal faz-se ilegal por ser mau-caráter, devendo por tal motivo ser deportado de volta ao próprio país, no qual provavelmente ocorrem “regimes de esquerda” os quais deprivam seus habitantes de qualquer oportunidade.

PONDÉ- “O cristianismo, que é a religião hegemônica no Ocidente, fala do pecador, de sua busca e de seu conflito interior. É uma espiritualidade riquíssima, pouco conhecida por causa do estrago feito pelo secularismo extremado”

RESPOSTA- Secularismo do qual os cristãos da Idade Média são culpados, e que até hoje infecta a mente de muitos.
Além disso, já que o senhor se manifesta contra a hipocrisia alheia, caro pensador, peço-lhe que responda, sem hipocrisia, se acha possível que o trabalhador, o qual trabalha muitas vezes 12 horas por dia, de segunda a sexta, correndo o risco de ser demitido por qualquer deslize e ao mesmo tempo pensando em como estão seus familiares em casa, possa ter motivação para se preocupar com qualquer espiritualidade.
O trabalhador, qualquer que seja sua área, merece mais. Antes de exigir intelectualidade e busca por espiritualidade, reformas trabalhistas são essenciais.

PONDÉ- “Ao lado de sua vocação repressora institucional, o cristianismo reconhece que o homem é frágil, fraco”

RESPOSTA- Primeiro, L. Felipe Pondé, creio ser contraditório defender categoricamente a espiritualidade riquíssima de uma religião e ao mesmo tempo admitir a vocação repressora institucional da mesma. O espírito é ilimitado. Colocar barreiras institucionais a ele é prova de falta de espiritualidade.
Segundo, você não aponta uma virtude cristã com a última frase. Aponta sim um problema. Até hoje, nem as religiões nem as ciências conseguiram provas perenes dos verdadeiros limites do homem. Só é frágil e fraco o homem que quer ser frágil e fraco. Discordarei de uma frase do escritor português Fernando Pessoa parcialmente. Todo homem é sim uma ilha. Afinal, toda ilha tem seus mistérios. Um dos mistérios do homem reside em suas capacidades.
Logo, falar em homem frágil e fraco é pensar de modo obsoleto e falacioso.

PONDÉ- “As redenções políticas não tem isso. Esse é um aspecto do pensamento de esquerda que acho brega. Essa visão do homem sem responsabilidade moral. O mal está sempre na classe social, na relação econômica, na opressão do poder”

RESPOSTA- A esquerda nunca afirmou que o homem não tem responsabilidades morais. Existe diferença entre culpar instituições e livrar os homens de qualquer responsabilidade, seja social, política ou até mesmo moral.

PONDÉ- “Na visão medieval, é a graça de Deus que redime o mundo. É um conceito complexo e fugidio”

RESPOSTA- Claro, um conceito complexo e fugidio o qual desmerece completamente os esforços humanos e seus progressos e que foi usado como uma fonte de motivação para a repressão cristã aos pensamentos divergentes, a qual durou mais de 1000 anos.

PONDÉ- “Não se sabe se alguém é capaz de ganhar a graça por seus próprios méritos, ou se é Deus na sua perfeição que concede a graça”

RESPOSTA- Meu caro, falar em méritos em uma época medieval na qual meros questionamentos tornavam-se razões para a morte é um pouco contraditório. Ter mérito não é se omitir. Ter mérito é lutar. Afinal, como diriam alguns dos versos da Canção dos Tamoios, de Gonçalves Dias: “Não chores meu filho, que a vida, a vida é luta renhida. Viver é lutar”

PONDÉ- “Em qualquer hipótese, a graça não depende de um movimento positivo de um grupo. Na redenção política, é sempre o coletivo, o grupo, que assume o papel de redentor. O grupo, como a história do século XX nos mostrou, é sempre opressivo”

RESPOSTA- Se esse for realmente o pensamento cristão da época, eles entraram então em uma contradição sem precedentes quando se adota hipocrisia como o critério. Movimentos políticos não são válidos, mas prometer “vagas no céu” era válido?

Além disso, os grupos do século XX quase nunca pegaram países em franca expansão. Adicionalmente, generalizações são extremamente perigosas. Afinal, existem vários tipos de opressão, não é, Pondé?

PONDÉ- “Ninguém, em nenhuma teologia da tradição cristã – nem da judaica ou islâmica -, pode dizer-se santo. Nunca. Isso na verdade vem desde Aristóteles: ninguém pode enunciar a própria virtude. A virtude de um homem é enunciada pelos outros homens”

RESPOSTA- Então... O seu argumento teológico tende a ser falacioso para muitas situações, Pondé. Ora, usar um dos pensamentos de Aristóteles, misógino famoso por seu desprezo para com os seres supostamente inferiores (como escravos, mulheres, entre outros), para defender qualquer coisa é muito arriscado. Além disso, ser virtuoso não se iguala a santidade. Existem várias virtudes. Um homem que não enuncia suas virtudes pode perder grandes chances em sua vida por ter se subestimado demais por muito tempo.
Autopromoção de virtudes? Claro, mas com sabedoria.

PONDÉ- “O clero da esquerda, ao contrário, é movido por um sentimento de pureza. Considera sempre o outro como o porco capitalista, o burguês...
Não há contradição interior na moral esquerdista. As pessoas se autointitulam santas e ficam indignadas com o mal dos outros”

RESPOSTA- As razões da esquerda não são tão óbvias, L. Felipe Pondé. Os esquerdistas querem mudanças. Entretanto, recordemos: Os verdadeiros esquerdistas tentam lutar por mudanças. Os outros simplesmente fogem da luta, e esses são na verdade os que se intitulam santos.

PONDÉ- “*Sobre acreditar em Deus* Sim. Mas já fui ateu por muito tempo. Quando digo que acredito em Deus, é porque acho essa uma das hipóteses mais elegantes em relação, por exemplo, à origem do universo”

RESPOSTA- Perdoe-me, mas acreditar em Deus por mera questão de “elegância” da hipótese de existência do mesmo é um pouco fútil, algo que o senhor tanto critica.

CLARIFICAÇÃO NECESSÁRIA- O autor deste blog é teísta/deísta. Logo, acredito sim em Deus, mas em um Deus diferente daquele das tradições religiosas

PONDÉ- “Só alguém muito alienado pode acreditar em si mesmo”

RESPOSTA- Como acreditar em qualquer coisa ou pessoa sem acreditar em si mesmo?

PONDÉ- “Para mim, a religião é uma fonte de hábitos morais, e historicamente oferece resistência à tendência do estado moderno de querer fazer a cura das almas, como se dizia na Idade Média- querer se meter na vida moral das pessoas.”

RESPOSTA- Uma fonte de hábitos morais que:
A-    Já cometeu vários crimes contra a humanidade
B-    Usou-se da fé humana para construir obras faraônicas
C-    Já guerreou por mais de 2000 anos, sacrificando muitos fiéis, pela causa mundana de expansão religiosa
D-    Impede o laicismo pleno em muitas nações até os dias atuais


Bom, essa é a minha resposta ao filósofo e professor Luiz Felipe Pondé. Seria pedir demais que o mesmo prestasse atenção a este blog tão pequeno em importância, seja política ou social, e venha a usar seu merecido direito de resposta. Mas, quem sabe...
Nem pedirei para tal filósofo não processar este humilde blogueiro. Afinal, qual filósofo digno, que deve por bem defender a pluralidade de ideias e ideais, processaria um mero blogueiro por “dialeticar” com as ideias do mesmo?
Obrigado pela atenção, caro leitor. Espero que tenha gostado, e estou preparado para as críticas

37 comentários:

  1. "E pondere também que, enquanto a esquerda propõe mudanças radicais que se executadas podem beneficiar a muitos, o cristianismo propõe paciência e esperança, algo dificílimo em um mundo tão desigual e pobre para muitos."eu vejo ao contrario, a ideia de paciencia e esperança sim tá enraizada dentro da igreja, mas se formos ve a igreja tem agito, no seu limite, contra alguns aspectos dificilimo do mundo...como a pobreza na africa...o que Madre Terezaa fez na India (levou ela ganhar um premio nobel da paz...na area da educação quantas universidades e escolas existem da Igreja Católica, sendo que as primeiras Universidades eram escolas catedrais...vamos ver a ação também daquela irmã (que morreu) na amazonia brasileira, lutando contra os desmatamento e tantas outras instituições de caridades católicas que existem...As freiras que se dedicam de enfermeiras nos hospitais! E entre outras.

    ResponderExcluir
  2. Vamos la voltar na questão Inquisição, cara, ja começo dizendo um texto fora do seu contexto vira pretexto, (" Se quisermos compreender a história, sentir as atitudes dos nossos maiores, muitas delas para o homem de hoje chocantes e paradoxais, procuremos estudar a mentalidade de cada época, o sentido social do tempo, os critérios em que se estribava a legislação vigente..." historiados Arlindo Rupert) todo bom historiador, pesquisador e intelectual sabe disso...Os filhos da Igreja (na visao de hoje) erraram, infelizmente sim, ja pedimos perdao sim, porém era a mentalidade da época era essa, a igreja estava junto com os politicos e queria lutar contra um mal que iria atrapalhar a Europa que eram seitas que estavam surgindo (agora imagina vc num país onde só tem seitas que não ajuda em nada igual vemos hoje, ou melhor, nós islamicos!) creio eu que só iria piorar a situação...E também a história nos mostra que nao foi essa chacina que pregam nas aulas de historias do ensino medio (isso é senso comum)...a verdadeira história mostra que existiu várias inquisições (protestantes, civis e outras) que precisamos estudar separadamente...e a historia mostra que os tribunais dos protestantes e civis foram os que realmente mataram mais...tanto que dá Igreja (somente na Espanha) dos 44674 juízos, somente, foram acusados à morte apenas 1,8% e destes 1,7% foram condenados foram condenados em "contumácia". (te indico um bom livro Para entender a Inquisição). E assim vai, foi um erro aos olhos de hoje sim, mas para aquela epoca era unica coisa a ser feita para a Europa nao cair em mãos que atrapalhariam seu desenvolvimento. E a Idade Média nem foi essa idade das trevas, os fatos historicos nos mostra isso (podemos depois discutir em detalhes)

    ResponderExcluir
  3. "Secularismo do qual os cristãos da Idade Média são culpados, e que até hoje infecta a mente de muitos." Vc fala isso pelo seu odio pela Igreja ou por qual outro motivo?
    E nao entendi o que vc quis dizer com o trabalhador! Ele trabalha e daí? O Pondé nao tá obrigando alguem seguir essa espiritualidade somente fala o que é o cristianismo e o que aconteceu com ele...A pessoa segue se ela quer, penso eu...somos livres para nossas escolhas...

    ResponderExcluir
  4. "O homem ser frágil e fraco" Não quer falar suas capacidades intelectuais e fisicas. Mas sim do que pode acontecer com o homem no sentido de qualquer coisa o assusta, pode matar um homem e no sentido sentimental que pode desmoronar qualquer pessoa.

    "Claro, um conceito complexo e fugidio o qual desmerece completamente os esforços humanos e seus progressos e que foi usado como uma fonte de motivação para a repressão cristã aos pensamentos divergentes, a qual durou mais de 1000 anos." Mas quem disse que é um conceito que desmerece completamente os esforços, cara, os teologos, filosos, até mesmo fisicos lutam para entender Deus...A Igreja Católica mesma é a primeira a querer entender os dogmas, existe inumeros teologoes que estao doidos para entende-los e cientista para explica os milagres...Deus se torna tao complexo que nossa capacidade nao consegue alcançar, mas isso nao significa o que vc disse...Se não a Igreja nao teria criado a Pontifica Academia do Vaticano (instituição com mais nobel) e os padres jesuista que se dedicam tanto a todas as areas da ciencia...e fora que os mosteiros (na epoca que a europa estava sendo atacada) foi os maiores laboratorios de pesquisa, em todas as areas, que existiram na epoca...

    ResponderExcluir
  5. Deixo aqui um pequeno texto de um agnostico, historiador Will Durant (1950):
    " A causa básica da regressão cultural não foi o Cristianismo, mas o barbarismo; não a religião, mas a guerra. O empobrecimento e ruína das cidades, mosteiros, bibliotecas, escolas, tornaram impossivel a vida escolar e cientifica. Talvez a destruição tivesse sido pior se a Igreja não tivesse mantido alguma ordem na civilização decadente."

    ResponderExcluir
  6. "eu vejo ao contrario, a ideia de paciencia e esperança sim tá enraizada dentro da igreja, mas se formos ve a igreja tem agito, no seu limite, contra alguns aspectos dificilimo do mundo...como a pobreza na africa...o que Madre Terezaa fez na India (levou ela ganhar um premio nobel da paz...na area da educação quantas universidades e escolas existem da Igreja Católica, sendo que as primeiras Universidades eram escolas catedrais...vamos ver a ação também daquela irmã (que morreu) na amazonia brasileira, lutando contra os desmatamento e tantas outras instituições de caridades católicas que existem...As freiras que se dedicam de enfermeiras nos hospitais! E entre outras. "

    Vejamos, também, Longhini, que é muito fácil ter as primeiras universidades do mundo quando se monopoliza todo o conhecimento. Vejamos, também, que a Igreja não fez mais que a obrigação dentro do território africano. Madre Tereza talvez tenha feito algo a mais, mas é uma exceção. Até o ponto em que sei, a Igreja faz até menos que a obrigação, afinal, Cristo não só pregava caridade como pregava solidariedade: Permitir ao irmão melhores condições de vida. Ensiná-lo a pescar, e não lhe dar o peixe.
    Cara, é por isso que eu detesto Cristianismo. Ele consegue deturpar a filosofia do próprio profeta.

    "Vamos la voltar na questão Inquisição, cara, ja começo dizendo um texto fora do seu contexto vira pretexto, (" Se quisermos compreender a história, sentir as atitudes dos nossos maiores, muitas delas para o homem de hoje chocantes e paradoxais, procuremos estudar a mentalidade de cada época, o sentido social do tempo, os critérios em que se estribava a legislação vigente..." historiados Arlindo Rupert) todo bom historiador, pesquisador e intelectual sabe disso..."

    Todo bom historiador, pesquisador e intelectual alienado e direitista. Isso é a mesma coisa que disse o idiota do Emile Durkheim: Analisar os fatos com neutralidade. É impossível fazer isso.
    E mais: a Igreja não pagou até hoje uma vírgula do que deve a todos, seja ateus, judeus ou islâmicos, que perseguiu por quase 1500 anos em nome da 'ordem'. O que falta na Igreja não é homem, e sim hombridade.

    "Os filhos da Igreja (na visao de hoje) erraram, infelizmente sim, ja pedimos perdao sim, porém era a mentalidade da época era essa, a igreja estava junto com os politicos e queria lutar contra um mal que iria atrapalhar a Europa que eram seitas que estavam surgindo (agora imagina vc num país onde só tem seitas que não ajuda em nada igual vemos hoje, ou melhor, nós islamicos!) "

    "Pedimos perdão"? Vocês cometem atrocidades contra o cientificismo e a humanidade e acham que é só o banana de um papa ir lá e pedir perdão que está tudo bem? Se fosse eu, não teria perdoado.
    Quer perdão? Bote abaixo a Basílica de São Pedro e doe todo o ouro para as pessoas que ainda hoje habitam aquela região (exceto padres, óbvio), descendentes de todos que foram roubados pela Igreja Medieval. Isso e muito mais será necessário. Vocês também precisam se retratar verdadeiramente com homossexuais, negros, mulheres e ateus.
    Ah, só uma coisinha: Eu, por coincidência, conheço um muçulmano saudita. Primeiro de tudo: Islã é só na política. Muçulmano é o "nome" que se dá aos seguidores no plano religioso.
    Segundo, as leis islâmicas não são toda essa tirania não. Tem regras a serem seguidas. Lógico, há a burca e a homofobia, mas fora disso nada anormal. Pelo menos é mais transparente quando comparado ao Cristianismo, que quer porque quer interferir na laicidade dos Estados e descaradamente, por meio de chantagem política, consegue.

    ResponderExcluir
  7. "E também a história nos mostra que nao foi essa chacina que pregam nas aulas de historias do ensino medio (isso é senso comum)...a verdadeira história mostra que existiu várias inquisições (protestantes, civis e outras) que precisamos estudar separadamente...e a historia mostra que os tribunais dos protestantes e civis foram os que realmente mataram mais...tanto que dá Igreja (somente na Espanha) dos 44674 juízos, somente, foram acusados à morte apenas 1,8% e destes 1,7% foram condenados foram condenados em "contumácia". (te indico um bom livro Para entender a Inquisição)."

    Cara, a Igreja matou Giordano Brunno e fez Galileu Galilei se retratar e ambos estavam certos. Não importa se foi hum mil ou um milhão, a Igreja fez demais e merece pagar por seus atos. E outra, não apoio os protestantes também. O mais aceitável, que foi Calvino, nem era teólogo para começo de conversa.

    "E assim vai, foi um erro aos olhos de hoje sim, mas para aquela epoca era unica coisa a ser feita para a Europa nao cair em mãos que atrapalhariam seu desenvolvimento. E a Idade Média nem foi essa idade das trevas, os fatos historicos nos mostra isso (podemos depois discutir em detalhes) "

    Engraçado. Se os islâmicos eram tão ruins assim, por que será que eles conseguiram desenvolver a grandes patamares Astronomia, Matemática e tantos outros e humilharam os soldados europeus nas Cruzadas? Cruzadas que, aliás, serviram só para massagear o ego do papa da época que ficou com medo de perder renda (fiéis) após o Cisma do Oriente.

    "Vc fala isso pelo seu odio pela Igreja ou por qual outro motivo?"

    Por causa do meu ódio pela Igreja e por outros motivos. Um deles: os mil anos de venda de indulgências e simonias.

    "E nao entendi o que vc quis dizer com o trabalhador! Ele trabalha e daí? O Pondé nao tá obrigando alguem seguir essa espiritualidade somente fala o que é o cristianismo e o que aconteceu com ele...A pessoa segue se ela quer, penso eu...somos livres para nossas escolhas... "

    O trabalhador é explorado e acaba se alienando de quaisquer questões. Ora, como alguém que vive preocupado vai entender uma espiritualidade regressista que só fala por metáforas?
    E outra: Quem não conhece é o povo. Alguém não conhece essa espiritualidade. A espiritualidade é desconhecida porque o cidadão precisa trabalhar 484745 horas por semana e não consegue se concentrar em intelectualidade ou religiosidade. Vai ver que bem instruído e progressista é o público cristão. Pô, é gente que é vítima de algum padre torto que bota caraminholas nas cabeças alheias e não pode se livrar disso porque não tem como, não tem e não consegue ter conhecimento!

    "Não quer falar suas capacidades intelectuais e fisicas. Mas sim do que pode acontecer com o homem no sentido de qualquer coisa o assusta, pode matar um homem e no sentido sentimental que pode desmoronar qualquer pessoa."

    Não é o que o senso comum CRISTÃO fala. Cara, eu não sei se nós vimos as mesmas pregações. Para mim, isso aí é desculpa esfarrapada para justificar que o homem deve ser humilde e se submeter aos delírios do cristianismo. Foi assim que sempre ouvi, e foi esse um dos motivos para eu abandonar o Cristianismo.

    ResponderExcluir
  8. "Mas quem disse que é um conceito que desmerece completamente os esforços, cara, os teologos, filosos, até mesmo fisicos lutam para entender Deus..."

    Pura perda de tempo. Graças ao laicismo eu sou teísta e não fico perdendo tempo tentando entender Deus.
    Amigão, falar que a graça de Deus redime o mundo é rotular o mundo como cheio de pecados e de erros. E o errado é relativo. Para mim, por exemplo, errado é ficar intervindo no laicismo do estado com besteiras em nome de Deus.

    "A Igreja Católica mesma é a primeira a querer entender os dogmas, existe inumeros teologoes que estao doidos para entende-los e cientista para explica os milagres...Deus se torna tao complexo que nossa capacidade nao consegue alcançar, mas isso nao significa o que vc disse...Se não a Igreja nao teria criado a Pontifica Academia do Vaticano (instituição com mais nobel) e os padres jesuista que se dedicam tanto a todas as areas da ciencia...e fora que os mosteiros (na epoca que a europa estava sendo atacada) foi os maiores laboratorios de pesquisa, em todas as areas, que existiram na epoca... "

    O conceito de Deus não fará a minha vida melhor ou pior. Eu não vou ter um emprego garantido após a minha graduação ou durante ela só porque Deus me cedeu tal graça. Terei se tiver méritos... e nada é mais justo. Outro problema cristão: Vocês têm a péssima mania de desprezar os méritos do homem. E outra, eu repito: É fácil ser a maior ganhadora de prêmios Nobel quando se teve 500 anos "de lambuja" para pesquisar sozinha e livremente

    "Deixo aqui um pequeno texto de um agnóstico, historiador Will Durant (1950):
    " A causa básica da regressão cultural não foi o Cristianismo, mas o barbarismo; não a religião, mas a guerra. O empobrecimento e ruína das cidades, mosteiros, bibliotecas, escolas, tornaram impossivel a vida escolar e cientifica. Talvez a destruição tivesse sido pior se a Igreja não tivesse mantido alguma ordem na civilização decadente." "

    Engraçado... por qual razão a Igreja não deixou de lado a política européia no século XI, quando ACABARAM as guerras bárbaras? Que estranho, não?
    Que civilização decadente, companheiro! Os bárbaros só eram bárbaros no nome. Para a tua informação, foi no governo do "bárbaro" franco Carlos Magno que foram criadas grande parte das escolas européias da Era Medieval e também foi quando mais obras de filósofos, historiadores e pesquisadores da Antiguidade foram restauradas.

    Obrigado, Eduardo. Por favor, continue no debate

    ResponderExcluir
  9. "Até o ponto em que sei, a Igreja faz até menos que a obrigação, afinal, Cristo não só pregava caridade como pregava solidariedade: Permitir ao irmão melhores condições de vida. Ensiná-lo a pescar, e não lhe dar o peixe.
    Cara, é por isso que eu detesto Cristianismo. Ele consegue deturpar a filosofia do próprio profeta."

    Cara ser solidario se segue com a caridade, antes de fazer a caridade a igreja esta sendo solidaria com os povos pobres da Africa...Cara nao confunda os fatos biblicos da pescaria, Jesus quis demonstrar outra coisa e vez de falar te dou de mao beijada isso. Se a Igeja prega isso que vc falou pq entao existem universidades católicas de excelentes que ensinam o homem a ter que trabalhar...E outra nunca vi um padre ou algo na doutrina da igreja que fale que o homem nao deve trabalhar que Deus vai prover tudo, Deus provem as coisas mais a gente precisa fazer nossos esforços de ir atras de trabalho e estudo para poder ter algo na vida...

    ResponderExcluir
  10. "Cara ser solidario se segue com a caridade, antes de fazer a caridade a igreja esta sendo solidaria com os povos pobres da Africa..."

    Nem tanto. Eu posso ser solidário ao dar oportunidade de emprego a um cara especializado mas não tão simpático. Porém, como ele é especializado, não estou dando por caridade.

    "Cara nao confunda os fatos biblicos da pescaria, Jesus quis demonstrar outra coisa e vez de falar te dou de mao beijada isso."

    Não me referi só a essa metáfora. Falo de todas as outras, também. Um livro que quer pregar algo por metáforas é ridículo.
    Um bom exemplo de livro para "doutrinar" as pessoas é "O Evangelho segundo o Espiritismo". Coloquei "doutrinar" pois, segundo alguns colegas espíritas meus, o livro não impõe tanto quanto uma Bíblia ou Alcorão, mas faz o indivíduo refletir e alcançar as próprias conclusões, só que sem metáforas estúpidas com duplo sentido

    "Se a Igeja prega isso que vc falou pq entao existem universidades católicas de excelentes que ensinam o homem a ter que trabalhar..."

    Não o fazem de graça. Então, olha que solidariedade!

    ".E outra nunca vi um padre ou algo na doutrina da igreja que fale que o homem nao deve trabalhar que Deus vai prover tudo, Deus provem as coisas mais a gente precisa fazer nossos esforços de ir atras de trabalho e estudo para poder ter algo na vida..."

    Não me referi às doutrinas. Você pode ficar até 2015 tentando essa falácia que nada conseguirá. Refiro-me ao lado PRAGMÁTICO da coisa. Nunca vi, NO BRASIL, projetos cristãos gratuitos que preparassem o jovem para o mercado de trabalho e SEM DOUTRINÁ-LO ou forçá-lo a rezar ou seguir hábitos cristãos

    ResponderExcluir
  11. "Vejamos, também, Longhini, que é muito fácil ter as primeiras universidades do mundo quando se monopoliza todo o conhecimento."
    A igreja tinha tanto monopolio do conhecimento que tantos cientistas daquela epoca nem eram católicos...E nao é de pensar que a Igreja tendo conhecimento, quis criar as universidades para ensinar os outros a terem tb? Ou seja, a Igreja quis que o homem estudasse
    naquela epoca e hoje tb...Ela nao queria dar de mao beijada as coisas como vc diz... E a Igreja valoriza sim o homem, se nao ela nao lutaria pela vida humana ou melhor ela nao reconheceria nada do que é cientifico. Ela pode nao concorda com certos pontos, mas aprova, por exemplo, o Darwinismo em sua forma original e nao aquela errada que falam que o homem desenvolve do macaco...

    "Todo bom historiador, pesquisador e intelectual alienado e direitista. Isso é a mesma coisa que disse o idiota do Emile Durkheim: Analisar os fatos com neutralidade. É impossível fazer isso."

    Com qual autacia vc pode xingar uma pessoa? Se vc nao concorda é somente falar. E se vc nao analisa os fatos com neutralidade vc comete erros grandiosos e puxa o saco só para o seu lado, ou seja, vc só pensa nos seus pensamentos e se fecha neles, ai depois vc vem falar que a Igreja que é assim. Isso é uma maneira de ditadura cara!!!

    "E mais: a Igreja não pagou até hoje uma vírgula do que deve a todos, seja ateus, judeus ou islâmicos, que perseguiu por quase 1500 anos em nome da 'ordem'. O que falta na Igreja não é homem, e sim hombridade."

    Como a Igreja nao pagou uma virgula, vc quer ver sangue derramando? Entao se contente com os martires. Ou melhor, com os atos que ocorreram um tempo atras de morte de cristão, se vc gosta tando do laicismo deveria observar melhor o que vc fala. Gostaria que nas discussões os seus sentimentos de odios nao prevalecessem sobre a sua razao!!!

    ResponderExcluir
  12. "Pedimos perdão"? Vocês cometem atrocidades contra o cientificismo e a humanidade e acham que é só o banana de um papa ir lá e pedir perdão que está tudo bem? Se fosse eu, não teria perdoado.
    Quer perdão? Bote abaixo a Basílica de São Pedro e doe todo o ouro para as pessoas que ainda hoje habitam aquela região (exceto padres, óbvio), descendentes de todos que foram roubados pela Igreja Medieval. Isso e muito mais será necessário. Vocês também precisam se retratar verdadeiramente com homossexuais, negros, mulheres e ateus."

    Se vc nao aceita um perdao, isso mostra que sua racionalidade nao é tao grande assim. Vc quer que a Igreja doe tudo, entao, vamos la pede la para o governo italiano a doação de tudo vamos ver se eles fazem isso!! Pq as "coisas" que a Igreja tem, são frutos de doações, que a Igreja nem se quer pediu e estorquiu as pessoas para isso. A area do vaticano foi uma doação de um Rei se vc nao sabe. Por favor confira os fatos históricos corretamente.

    "Segundo, as leis islâmicas não são toda essa tirania não. Tem regras a serem seguidas. Lógico, há a burca e a homofobia, mas fora disso nada anormal. Pelo menos é mais transparente quando comparado ao Cristianismo, que quer porque quer interferir na laicidade dos Estados e descaradamente, por meio de chantagem política, consegue."

    Fora a burca e homofobia nada fora de anormal? Depois vc condena a Igreja só por falar que nao concorda com o homofibia, mas se vc nao sabe acolhe essas pessoas, conhece pessoas assim que estao dentro da igreja, pois se sentiram bem acolhidas. Nao concordar é uma coisa e exclui do jeito que vc acha é outra. Desde quando a Igrja quer inteferir o laicismo, o papa nunca falou tanto disso como nesses dias. Ai cabe ao governo decidir. Vc confundi muito esse negócio da Igreja ter poder politico e se a vontades do politicos, pelo menos percebo muito bem que hoje em dia a gente ve que os governantes que puxam saco do cristianimos. Pq querem voto, vc percebeu isso nas eleições de presidencia como a Dilma se confundia em falar sobre o aborto, sera que ela nao mudou de opiniao só para conquistar os votos? Sera que ela nao fez uma jogada politica só para ter os cristaos ao lado dela? A Igreja tem sua doutrina e se as pessoas a seguem, o problema sao de cada um, agora se o governo puxa o saco dos cristaos o problema é dos governantes que nao só querem votos inves de propostas concretas.

    Giordano Bruno e Galileu ja discutimos cara, se vc nao aceita os fatos historicos e continua com seu achismo e o senso comum, nao posso fazer nada.

    ResponderExcluir
  13. "Não importa se foi hum mil ou um milhão, a Igreja fez demais e merece pagar por seus atos."

    Como nao importa? Para vc matar um é igual matar mil? Poxa cara, seu odio poderia ser menor que sua razão. E o que vc quer que a Igreja faça mate todos os cristaos? Só vc nao quer ver os fatos, os filhos da igreja erraram, mas outros mostraram o que é a verdadeira igreja, com suas solidariedades com as pessoas e caridades, Madre Tereza, São Francisco de Assis (que vivia no meio dos pobres e dava comida aos mesmos), os padres beneditinos e salesianos que contem uma gama muito grande de escolas e universidades (escola la do rio, beneditina a melhor no enem). É duro, isso é do homem mesmo, quando se faz uma coisa errada, vc pode ter feito um trilhao de coisas mas sempre será o vilao da historia por causa dessa coisa errada (Não é querendo acobertar, mas é que querendo mostrar que apesar do erros os filhos da Igreja fizeram muita coisa melhor para o mundo que vc nao reconhece, infelizmente).

    Não falo nos islamicos no senso cientifico, realmente sao bons, mas fala no radicalismo que alguns aderem, imagina vc vivendo no meio disso?

    "Cruzadas que, aliás, serviram só para massagear o ego do papa da época que ficou com medo de perder renda (fiéis) após o Cisma do Oriente."

    Isso é que vc acha, a historia nos conta outra coisa. As excursões religiosas e militares com o objetivo de libertar a Terra Santa das mãos dos muçulmanos que estavam depredando o Santo Sepulcro e outros lugares do cristianismo. Cara, vc aceitando ou nao, os muçulmanos estavam destruindo a cultura religiosa de Jerusalem e a mentalidade da epoca para protejer isso era por meio de guerra, fazer o que, era mentalidade da epoca.

    ResponderExcluir
  14. "Vai ver que bem instruído e progressista é o público cristão. Pô, é gente que é vítima de algum padre torto que bota caraminholas nas cabeças alheias e não pode se livrar disso porque não tem como, não tem e não consegue ter conhecimento!"

    Cara, vou repetir a pessoa segue se ela quer, há exageros sim, em todo lugar a exageros, mas se a pessoa conhece bem a doutrina da Igreja Católica ela sabe se defende dos exageros, Eu posso falar por mim mesmo, estudo fisica, rezo o rosario e leio a biblia e nao ligo se nao tenho tempo para outras coisas. Vou concorda um negocio com vc, tem religiosos que nao conhecem a verdadeira essencia de amar a Deus. A primeira coisa que deveria ser pedido é vc só segue uma religiao se vc realmente com toda a razao tem a certeza dela. Aqui nenhum padre é igual pastor que obriga os fieis a fazerem as coisas, a Igreja pede o minino do minino as pessoas e elas fazem se elas quiserem. Nunca um padre me obrigou a fazer algo que eu nao queria. As vezes vc julga pq vc nao conheceu e nao conhece o bem o que ocorre dentro da Igreja, vc fala pelo senso comum, o que todo mundo acha.

    "Não é o que o senso comum CRISTÃO fala. Cara, eu não sei se nós vimos as mesmas pregações. Para mim, isso aí é desculpa esfarrapada para justificar que o homem deve ser humilde e se submeter aos delírios do cristianismo. Foi assim que sempre ouvi, e foi esse um dos motivos para eu abandonar o Cristianismo"

    Nem sempre o senso comum é certo, os catolicos pecam por nao conhecer sua propria doutrina e acaba fazendo esse senso comum que nao é a verdadeira Igreja. E em nenhum momento eu falei que as pessoas devem se submeter, aceitam quem quer. Meu caro colega, vou concordar com vc, algumas pessoas dentro da igreja utiliza de força para convencer os outros, isso tem que ser mudado, mas que pena que vc nao foi realmente conhecer o que a doutrina da Igreja prega e acabou se afastando.

    O errado nao é nao relativo, o que é errado é errado o que é certo é certo, relativo gera desordem, quando as coisas nao são bem definidas. Se a gente nao quer conhecer e entender Deus entao por que acreditar Nele? Como nos que acreditamos em um Deus nao precisamos conhece-lo? Se torna irracional acreditar em um Deus sem tenta-lo conhecer.

    "por qual razão a Igreja não deixou de lado a política européia no século XI, quando ACABARAM as guerras bárbaras? Que estranho, não?
    Que civilização decadente, companheiro! Os bárbaros só eram bárbaros no nome. Para a tua informação, foi no governo do "bárbaro" franco Carlos Magno que foram criadas grande parte das escolas européias da Era Medieval e também foi quando mais obras de filósofos, historiadores e pesquisadores da Antiguidade foram restauradas."

    Carlos Magno nao era barbaro, era um carolingio, rei da França, nada ver com os barbaros e ele era católico. Veja os fatos históricos.

    ResponderExcluir
  15. Corrigindo uma frase minha:

    "Depois vc condena a Igreja nesse assunto de homossexual, enquanto muitos la foram perseguem verdadeiramente os homossexuais, mas se vc nao sabe, a Igreja acolhe essas pessoas, ela pode nao aceitar a escolha, mas nao discrimina como se fossem leprosos. Conheço pessoas assim que estao dentro da igreja, pois se sentiram bem acolhidas."

    Ficou confuso tentei dá uma ageitada, nao sou muito bom de gramatica, se assassinei ela, me desculpe, estou em busca dessa perfeição...=D
    Se tiver alguma coisa dificil de entender me fale...ai vc me ajuda tb, valeu!

    ResponderExcluir
  16. "Nem tanto. Eu posso ser solidário ao dar oportunidade de emprego a um cara especializado mas não tão simpático. Porém, como ele é especializado, não estou dando por caridade."
    Vc nao esta sendo solidario vc esta selecionando ele pq o cara tem um grau elevado de conhecimento.

    "Não me referi só a essa metáfora. Falo de todas as outras, também. Um livro que quer pregar algo por metáforas é ridículo.
    Um bom exemplo de livro para "doutrinar" as pessoas é "O Evangelho segundo o Espiritismo". Coloquei "doutrinar" pois, segundo alguns colegas espíritas meus, o livro não impõe tanto quanto uma Bíblia ou Alcorão, mas faz o indivíduo refletir e alcançar as próprias conclusões, só que sem metáforas estúpidas com duplo sentido"
    Cara vai me dizer que metaforas nao faz refletir? É dificil de entender, as vezes, mas se for ver o contexto com os fatos historicos corretos, vc entende perfeitamente, o que vc disse mostra uma desculpa de nao querer entender a Biblia. Um fato: que uns cientistas quiseram mostrar que os evangelhos sao ilegitimos, ficaram 20 anos estudando, sabe qual foi a conclusao, nenhuma que eles quiseram, acabaram provando o contrario, os evangelhos sao verdadeiros e é possivel que Jesus tenha existo.

    ResponderExcluir
  17. "Não o fazem de graça. Então, olha que solidariedade!"
    Vc paga a agua, luz, os laboratorios para as escolas catolicas funcionar de graça? Se vc nao sabe tem um fato la do salesiano de araçatuba, que esta lutando para nao falir por causa de tantos bolsistas que tiveram lá, ou seja, olha a solidariedade acontecendo, mesmo na dificuldade os padres deram um jeito (logico para quem merece de vida mais simples) de poder deixar o aluno estudar la. E outra se a Igreja fosse tao ligada ao governo, as escolas deveriam ser bancadas pela governo, vc nao acha?

    "Não me referi às doutrinas. Você pode ficar até 2015 tentando essa falácia que nada conseguirá. Refiro-me ao lado PRAGMÁTICO da coisa. Nunca vi, NO BRASIL, projetos cristãos gratuitos que preparassem o jovem para o mercado de trabalho e SEM DOUTRINÁ-LO ou forçá-lo a rezar ou seguir hábitos cristãos"

    2015??? nao sei se chegamos, pois, o mundo pode acabar em 2012, uahuahuuhahuauahuuha...Se vc nao aceita os fatos verdadeiros históricos e nao deixa esse seu odio de lado que te fecha a mente e torna como um dogma que a Igreja é a vilao da historia, entao nao vai acontecer nada mesmo, vc se prende na sua mente e nao verifica os fatos historicos verdadeiramente e corretamente, podemos discutir até trilhoes de anos que nao vai acontecer nada.
    Infelizmente vou retornar a dizer existe sim gente que exagera, como tem em todos os cantos do mundo. Mas vc nao pode julgar a Igreja por causa dessas pessoas, essas nao fazem a verdadeira doutrina da Igreja. Cara se vc estuda numa Igreja catolica vc vive o clima catolico, se vc estuda numa escola evangelica vc vive um meio evangelico, se vc estuda em uma universidade aberta vc vive o tal meio aberto. Mas nunca vi uma escola católica forçar a vc virar padre ou seguir a igreja, tanto que inumeros colegas meus do salesiano nem liga para o catolicismo e nao pelos fatos que vc condena, pq eles nao querem mesmo. Cara o problema de fazer projetos gratuitos, como que vc vai conseguir as coisas para montar um curso gratuito? O governo faz cursos gratuitos com dinheiro do imposto das pessoas. Acho q vc quer exigir algo que é muito dificil de ser feito. Mas sei que tem instituições de ensino que para pessoas menos favorecidas dão as famosas bolsas, que funciona muito bem, tanto no salesiano e colegio nossa senhora, da qual eu estudei, vi muitos bolsistas e fui bolsista tb. E outra nao vem me dizer que a Igreja é milionaria. Conheço padres de rondonia, alguns que foram para o Peru, onde eles chegaram a passar fome, será que o Papa nao viu? Viu sim, mas infelizmente nao tinha como arrumar, pois as coisas da Igreja ou pertence ao estado ou é de doação. Entao é estranho falar de uma igreja milionaria se padres passam fome em alguns lugares.
    Só um fato, saiu esses dias, que os bispos da CNBB estao pedindo para os catolicos lutarem contra a corrupção, com manisfestações organizadas.

    ResponderExcluir
  18. "A igreja tinha tanto monopolio do conhecimento que tantos cientistas daquela epoca nem eram católicos...E nao é de pensar que a Igreja tendo conhecimento, quis criar as universidades para ensinar os outros a terem tb? Ou seja, a Igreja quis que o homem estudasse
    naquela epoca e hoje tb...Ela nao queria dar de mao beijada as coisas como vc diz... E a Igreja valoriza sim o homem, se nao ela nao lutaria pela vida humana ou melhor ela nao reconheceria nada do que é cientifico. Ela pode nao concorda com certos pontos, mas aprova, por exemplo, o Darwinismo em sua forma original e nao aquela errada que falam que o homem desenvolve do macaco..."

    A Igreja quis que o homem estudasse para poder manter o seu domínio. Ao contrário do que você diz, Longhini, a Igreja só tornou Aristóteles, Platão e tantos outros acessíveis quando foram cristianizados. E pior: Cristianizados e deturpados.
    A Igreja, meu caro, é um órgão egoísta e sedento de poder, e que fará tudo para não perdê-lo... até mesmo aceitou Darwin.

    "Com qual autacia vc pode xingar uma pessoa? Se vc nao concorda é somente falar. E se vc nao analisa os fatos com neutralidade vc comete erros grandiosos e puxa o saco só para o seu lado, ou seja, vc só pensa nos seus pensamentos e se fecha neles, ai depois vc vem falar que a Igreja que é assim. Isso é uma maneira de ditadura cara!!!"

    Com audácia? Não. Ele era um perfeito idiota mesmo. Não passou de um positivista miserável aliado ao Capitalismo. Pesquise sobre as "graaandes" ideias do cara e me fale depois.
    Só uma coisa: Ninguém consegue ser 100% neutro, em nada. Tente fazer isso. Tente não se engajar no meio social em que vive. É o que propôs Durkheim.

    "Como a Igreja nao pagou uma virgula, vc quer ver sangue derramando? Entao se contente com os martires. Ou melhor, com os atos que ocorreram um tempo atras de morte de cristão, se vc gosta tando do laicismo deveria observar melhor o que vc fala. Gostaria que nas discussões os seus sentimentos de odios nao prevalecessem sobre a sua razao!!!'

    Eu observei. Cristãos morreram por 300 anos. Depois disso, passaram a dominar Roma e foram permitidos a cultuar Deus sem serem perseguidos durante o governo de Constantino e foram oficializados como religião de Roma no governo de Teodósio (Edito de Milão- Constantino e de Tessalônica- Teodósio. Conhece?).
    Vamos ver, agora: Foram perseguidos por 300 anos. Perseguiram por +- 1400... é, vocês ainda estão devendo 1100 anos.

    Se vc nao aceita um perdao, isso mostra que sua racionalidade nao é tao grande assim. Vc quer que a Igreja doe tudo, entao, vamos la pede la para o governo italiano a doação de tudo vamos ver se eles fazem isso!! Pq as "coisas" que a Igreja tem, são frutos de doações, que a Igreja nem se quer pediu e estorquiu as pessoas para isso."

    Se eu não aceito o perdão católico, é porque meu senso de justiça é maior do que minha ingenuidade. Vou aceitar esse "perdão" só quando vocês pagarem, gota por gota, cédula por cédula, e Estado por Estado, os 1100 anos restantes. Só um aviso: Vocês ainda não pagaram nem a ajuda que deram aos militares para o Golpe Militar de 1964 no Brasil.

    "A area do vaticano foi uma doação de um Rei se vc nao sabe. Por favor confira os fatos históricos corretamente"

    Valeu. Eu não sabia que Benito Mussolini, o qual por meio do Tratado de Latrão, cedeu a área do Vaticano à Igreja, fora rei da Itália. Até onde eu saiba, o rei antes dele, Vitor Emanuel II ou III (não me lembro) era tão banana que nem o poder real manteve, quanto mais ceder terras aos católicos.
    Mussolini foi Duce da Itália, e não rei. Ah, e uma novidade: A Igreja passou a amar Mussolini pelas terras cedidas e fazia crianças italianas orar pelo mesmo durante o governo Fascista.

    ResponderExcluir
  19. "Fora a burca e homofobia nada fora de anormal? Depois vc condena a Igreja só por falar que nao concorda com o homofibia, mas se vc nao sabe acolhe essas pessoas, conhece pessoas assim que estao dentro da igreja, pois se sentiram bem acolhidas. Nao concordar é uma coisa e exclui do jeito que vc acha é outra."

    Nada fora do normal. Eu disse que ambas as coisas são erradas, e não que são corretas e éticas. E outra, fale-me o que quiser, mas a Igreja coloca a homoafetividade como pecado. E TODOS, eu disse TODOS os cristãos que conheci tratam o pecado como tratam o capeta: Como um crime inafiançável.

    " Desde quando a Igrja quer inteferir o laicismo, o papa nunca falou tanto disso como nesses dias. Ai cabe ao governo decidir. Vc confundi muito esse negócio da Igreja ter poder politico e se a vontades do politicos, pelo menos percebo muito bem que hoje em dia a gente ve que os governantes que puxam saco do cristianimos. Pq querem voto, vc percebeu isso nas eleições de presidencia como a Dilma se confundia em falar sobre o aborto, sera que ela nao mudou de opiniao só para conquistar os votos?"

    A Dilma mudou de opinião para NÃO PERDER votos. Conheça mais os fatos POLÍTICOS, e deixe essa vida religiosa de lado. Você tem capacidade para isso, Longhini. Torne-se ateu ou deísta por alguns meses e comece a focar em Política e em Física (afinal, você ainda está estudando). Houve uma união entre católicos e protestantes (dentre eles, os notórios pastores Valdemiro e Malafaia) para chantagear Dilma, dizendo que se ela não revisse o próprio ponto de vista, eles influenciaram os fiéis para que votassem no Serra ou em outros. Resumindo: A Dilma iria perder mais que 50% dos eleitores.

    "Giordano Bruno e Galileu ja discutimos cara, se vc nao aceita os fatos historicos e continua com seu achismo e o senso comum, nao posso fazer nada."

    Discutimos e eu só descobri mais e mais o quão cretina é e foi a Igreja. Matar um cara porque ele não quis "negociar" (Giordano)? Patético e vergonhoso

    ResponderExcluir
  20. "Como nao importa? Para vc matar um é igual matar mil? Poxa cara, seu odio poderia ser menor que sua razão. E o que vc quer que a Igreja faça mate todos os cristaos? Só vc nao quer ver os fatos, os filhos da igreja erraram, mas outros mostraram o que é a verdadeira igreja, com suas solidariedades com as pessoas e caridades, Madre Tereza, São Francisco de Assis (que vivia no meio dos pobres e dava comida aos mesmos), os padres beneditinos e salesianos que contem uma gama muito grande de escolas e universidades (escola la do rio, beneditina a melhor no enem). É duro, isso é do homem mesmo, quando se faz uma coisa errada, vc pode ter feito um trilhao de coisas mas sempre será o vilao da historia por causa dessa coisa errada (Não é querendo acobertar, mas é que querendo mostrar que apesar do erros os filhos da Igreja fizeram muita coisa melhor para o mundo que vc nao reconhece, infelizmente)."

    Matar em nome de um Deus cuja existência não pode ser provada é ilegítimo. Ponto.
    E outra: Os que fizeram foram exceções. Vou concordar com os espíritas quando dizem que essas pessoas foram espíritos mais evoluídos que vieram à Terra. Foram pessoas que não ficaram com todo esse falso moralismo cristão e fizeram o que precisava ser feito.

    Ah, também não falo do Catolicismo no senso científico. Ou você realmente acha que não há radicalismo pró-Igreja no Brasil? E há MUITO radicalismo. Olha lá que Legalização do Aborto nós temos.

    "Isso é que vc acha, a historia nos conta outra coisa. As excursões religiosas e militares com o objetivo de libertar a Terra Santa das mãos dos muçulmanos que estavam depredando o Santo Sepulcro e outros lugares do cristianismo. Cara, vc aceitando ou nao, os muçulmanos estavam destruindo a cultura religiosa de Jerusalem e a mentalidade da epoca para protejer isso era por meio de guerra, fazer o que, era mentalidade da epoca."

    Acusações, acusações, acusações infundadas. Lembre-se: O número de católicos lá era pequeno, e em uma coisa os muçulmanos não são hipócritas: Eles não respeitam mesmo as outras religiões. Vocês ficam aí com esse papinho de cerca-Lourenço mas também não tem o mínimo respeito. Se tivessem, não rotulariam o não-judaico-cristão como ateu de cara.

    Mas, assim, para o muçulmano, todos aqueles cristão e judeus que viveram antes do Profeta são também muçulmanos. Resta saber se os monumentos foram construídos pré ou pós-Maomé

    ResponderExcluir
  21. Para algumas dos próximas respostas, vou direto em uma só reply:

    Primeiro: Se há exageros, a Igreja deve corrigi-los, e não ficar inventando desculpinha esfarrapada. Os exageros estão aí e acabam por interferir até com o estado brasileiro e tantos outros.

    Segundo: Cara, eu me cansei já de tanto ouvir cada católico falando uma coisa e todos falando nada. Nem sei mais o que é senso comum e o que é verdade.

    Terceiro: Estou sim sendo solidário, ao se considerar que esse cara foi rejeitado por não atender aos padrões morais de uma sociedade cristã. Pode ter interesse no meio, mas minha solidariedade é inegável.

    Quarto: O errado é relativo SIM, pois varia de sociedade para sociedade. Não há errado absoluto, porque não há verdades absolutas e imutáveis.

    Quinto: Império Carolíngio só existiu mesmo com e após Carlos Magno. Houve o governo de Pepino, o Breve, mas foi muito breve mesmo. E outra, Carlos era de origem bárbara. Era um franco que preservou escolas e só se converteu ao Catolicismo pelo poder que ganharia

    Finalmente, os evangelhos não são ilegítimos. Cristo existiu sim, isso é inegável, mas com certeza não pregou o que muitos por aí dizem. Cristo foi um dos homens mais liberais de todos os tempos, e um grande antropólogo.

    A última reply que você deu será respondida item por item daqui a pouco


    Segundo:

    ResponderExcluir
  22. "Vc paga a agua, luz, os laboratorios para as escolas catolicas funcionar de graça? Se vc nao sabe tem um fato la do salesiano de araçatuba, que esta lutando para nao falir por causa de tantos bolsistas que tiveram lá, ou seja, olha a solidariedade acontecendo, mesmo na dificuldade os padres deram um jeito (logico para quem merece de vida mais simples) de poder deixar o aluno estudar la. E outra se a Igreja fosse tao ligada ao governo, as escolas deveriam ser bancadas pela governo, vc nao acha?"

    Eu sei da situação do Salesiano, fui bolsista de lá, mas ainda não me rendo a esse argumento pífio. Há também a questão administrativa, e não temos como saber se esse lado não foi perturbado nos últimos 10 ou 15 anos.
    Mas, assim, as Igrejas em si já tem algo favorável o suficiente, que é a isenção de impostos. Algo, aliás, que deveria parar, porque aí testaríamos o limite da fé de alguns.

    "..Se vc nao aceita os fatos verdadeiros históricos e nao deixa esse seu odio de lado que te fecha a mente e torna como um dogma que a Igreja é a vilao da historia, entao nao vai acontecer nada mesmo, vc se prende na sua mente e nao verifica os fatos historicos verdadeiramente e corretamente, podemos discutir até trilhoes de anos que nao vai acontecer nada.
    Infelizmente vou retornar a dizer existe sim gente que exagera, como tem em todos os cantos do mundo. Mas vc nao pode julgar a Igreja por causa dessas pessoas, essas nao fazem a verdadeira doutrina da Igreja.'

    "Um rei da Itália cedeu as terras do Vaticano para a Igreja / João Goulart tinha vínculo com partidos comunistas, então a ação da Igreja de apoiar o golpe militar foi legítima"

    Quem precisa rever fatos históricos é você, Eduardo.

    E outra, parem vocês com essa conversinha de que "a parte ruim não faz a Igreja". Se há parte ruim, há erros na doutrina.

    Sobre os meios em que se estuda: Claro, se for um meio ditatorial.

    Sobre os cursos gratuitos: Virem-se. Afinal, Cristo pregou Solidariedade. Vocês são capazes de fazer isso, ou vão só enrolar com essas caridades de meia tigela?

    Sobre a corrupção: Como, se o catolicismo não concorda nem com luta de classes?

    ResponderExcluir
  23. "A Dilma mudou de opinião para NÃO PERDER votos. Conheça mais os fatos POLÍTICOS, e deixe essa vida religiosa de lado. Você tem capacidade para isso, Longhini. Torne-se ateu ou deísta por alguns meses e comece a focar em Política e em Física (afinal, você ainda está estudando). Houve uma união entre católicos e protestantes (dentre eles, os notórios pastores Valdemiro e Malafaia) para chantagear Dilma, dizendo que se ela não revisse o próprio ponto de vista, eles influenciaram os fiéis para que votassem no Serra ou em outros. Resumindo: A Dilma iria perder mais que 50% dos eleitores.'
    Ou seja, ela puxou saco da Igreja só para conquistar os votos dos cristãos.O que a Igreja fez foi defender sua doutrina e instruir seus fieis, como vc instruiria um grupo de amigos seus a nao fazerem ou votarem em uma determinada pessoa. E nenhum momento das cartas da CNBB ou de algum padre que eu conheço ou até mesmo as palestras do meu pai sobre o assunto, puxou o saco para um lado politico (ja nao posso dizer no caso protestante), porem, o que a Igreja Católica fez é defender sua doutrina e instruir os fieis a fazer o mesmo e deixando a cada fiel escolher seu candidato mais adequado.

    "Ah, também não falo do Catolicismo no senso científico. Ou você realmente acha que não há radicalismo pró-Igreja no Brasil? E há MUITO radicalismo. Olha lá que Legalização do Aborto nós temos."
    Me fale um fato de pró-igreja no brasil? E vc acha certo o aborto? Vejo radicalismo da sua parte, alguem que adquiri o laicismo como pensamento, quer tanto se vingar e expulsar a Igreja Católica de um lugar chega ser contraditorio.

    "Acusações, acusações, acusações infundadas. Lembre-se: O número de católicos lá era pequeno, e em uma coisa os muçulmanos não são hipócritas: Eles não respeitam mesmo as outras religiões. Vocês ficam aí com esse papinho de cerca-Lourenço mas também não tem o mínimo respeito. Se tivessem, não rotulariam o não-judaico-cristão como ateu de cara."

    A Igreja denomina cada religiao da sua maneira. Nunca vi uma papa se referindo a um determinado grupo religioso como se fosse ateu. Me mostre fatos.
    E outra se são consideramos monumentos cristãos pela historia, entao foi após o grande Profeta vc nao acha? E outra independente disso, pq eles destruiriam a propria cultura?

    ResponderExcluir
  24. "Primeiro: Se há exageros, a Igreja deve corrigi-los, e não ficar inventando desculpinha esfarrapada. Os exageros estão aí e acabam por interferir até com o estado brasileiro e tantos outros."

    Exageros? vc tá fazendo esses exageros. A história mostra que nao houve esse exagero que falam da Inquisição. Houve o erro, sim, infelizmente, mas não aconteceu a maioria desses exageros que falam. (Por exemplo)

    "Segundo: Cara, eu me cansei já de tanto ouvir cada católico falando uma coisa e todos falando nada. Nem sei mais o que é senso comum e o que é verdade."

    Se vc cansou de ouvir o que cada um fala, vai conhecer o que a doutrina fala em si, vc nao pode julgar uma instituição por boatos ou qualquer coisa que falam por ai, seria igual julgar uma familia justa por causa de um filho que foi preso.

    "Quarto: O errado é relativo SIM, pois varia de sociedade para sociedade. Não há errado absoluto, porque não há verdades absolutas e imutáveis."

    Entao vc acha certo algumas sociedades matar outras sociedades simplesmente por que nao sao iguais? Vc acha certo o racismo que algumas sociedades aderem?

    Sua quinta resposta vou considerar ficou melhor definida. Sim, Carlos Magnos tem suas origens dos barbaros. Na concepção da palavra barbara ele nao era mais barbaro, mas a sua descedencia sim.

    "Eu sei da situação do Salesiano, fui bolsista de lá, mas ainda não me rendo a esse argumento pífio. Há também a questão administrativa, e não temos como saber se esse lado não foi perturbado nos últimos 10 ou 15 anos.
    Mas, assim, as Igrejas em si já tem algo favorável o suficiente, que é a isenção de impostos. Algo, aliás, que deveria parar, porque aí testaríamos o limite da fé de alguns."

    Sim pode ter questão administrativa, mas tb pode ter essa questao de bolsista. É tb um argumento valido.
    No Brasil há cerca de 75 tributos entre impostos, taxas e contribuições. Na prática, para poder usufruir de imunidade ou isenção de um determinado tributo há necessidade de cumprir alguns requisitos. Portanto, há necessidade de um estudo onde seja verificado que a Igreja atende a todos os requisitos para isenção ou imunidade daquele tributo. Tal estudo deve ser realizado tributo por tributo.

    ResponderExcluir
  25. ""Um rei da Itália cedeu as terras do Vaticano para a Igreja / João Goulart tinha vínculo com partidos comunistas, então a ação da Igreja de apoiar o golpe militar foi legítima"

    Quem precisa rever fatos históricos é você, Eduardo."

    "A renúncia de Jânio criou uma grave situação de instabilidade política. Jango estava na China e a Constituição era clara: o vice-presidente deveria assumir o governo. Porém, os ministros militares se opuseram à sua posse, pois viam nele uma ameaça ao país, por SEUS VINCULOS com políticos do Partido Comunista Brasileiro (PCB) e do Partido Socialista Brasileiro (PSB)."
    "Tendo SÉRIAS desconfianças sobre a trajetória política de Jango, alguns membros das Forças Armadas alegavam que a passagem do cargo colocava em risco a segurança nacional."(Posso nao entender desse assunto, mas o pouco que eu li, descobri que se tem suposições de algo entao é possivel a existencia desse vinculo, pois, nao vi se Joao Goulart se defendeu falando que nao tinha tais vinculos, se me der um tempo para investigar melhor, agradeço)
    Leia da história do Vaticano: http://www.vaticanotours.com/cidade-do-vaticano.html e http://www.vaticanotours.com/stato-pontificio.html (infelizmente esta em italiano, tente converter, eu só consegui o primeiro =/)E verifiquei que nao tem nada na historia que conta sobre seu episodio sobre Mussolini e o Papa Pio, que fez os outros adorarem Mussolini, sendo que o unico acordo que teve foi este e nada mais entre os dois. E digo o que iniciou as terras do vaticano foram as doações dos Reis (ou Imperadores).

    "E outra, parem vocês com essa conversinha de que "a parte ruim não faz a Igreja". Se há parte ruim, há erros na doutrina."

    Nao há erros na doutrina, há erros na maneira de passar a doutrina!

    "Sobre os meios em que se estuda: Claro, se for um meio ditatorial."

    Vc nao entendeu. Cara se vc está num meio de familia italiana vc vai vivenciar a maneira italiana, se vc vive no meio de uma familia francesa vc vai vivenciar a maneira francesa, de alguma maneira vc vai acabar fazendo o que se faz nessas culturas e é isso que eu quero dizer se vc tá num meio catolico vc vivencia um meio catolico, mesmo que vc nao perceba vc vivencia este meio, sem quaisquer obrigação.

    ResponderExcluir
  26. "Sobre os cursos gratuitos: Virem-se. Afinal, Cristo pregou Solidariedade. Vocês são capazes de fazer isso, ou vão só enrolar com essas caridades de meia tigela?
    Sobre a corrupção: Como, se o catolicismo não concorda nem com luta de classes?"

    É facil falar - "Virem-se" - quando existe um monte de barreira por parte do governo. Caridades de meia tigela: doar comida, ajuda enfermos, e há sim cursos em algumas paroquias de graça teologia, musica e artes (o que é possivel de ser feito, creio eu que exista mais, pois, ja ouvi falar, entao te contarei), entre outros, porem, se vc quer uma universidade de graça precisaríamos de isenção de agua, luz, material didatico, bons laboratorios e mesmo o governo cobra por essas instituições (impostos). E olha aqui a doutrina social da Igreja sobre o que vc falou de pouco caso da Igreja com as classes menores:
    http://www.vatican.va/roman_curia/pontifical_councils/justpeace/documents/rc_pc_justpeace_doc_20060526_compendio-dott-soc_po.html

    E vamos diferenciar duas coisa cruciais aqui: existe o erro dos "filhos da Igreja", que na verdade abusaram do poder da Igreja, para fazer coisas erradas, igual tem gente que se aproveita de certas instituições de ensino para se promover. Mas a doutrina em si e bem praticada dificilmente encontrará erros. Então lhe peço que busque ler a verdadeira doutrina para vc entender que existe alguns boatos errados que dizem por ae e se atente aos fatos historicos corretamente. E outra leia a doutrina nao com seu odio, mas com uma critica racional.

    Deus é imutavel! Assim suas regras é imutavel e a maneira que mundo surgiu é imutavel (o que se torna relativo é a maneira que a gente tenta entender)
    Obs: Como te disse pelo facebook, demorarei para responder a discussao por causa das provas da faculdade e talvez nem responderei se assim eu achar adequado. Falou. Dixarei algo sobre Giordano Bruno para vc.

    ResponderExcluir
  27. Caso Giordano Bruno:
    Resta o facto que os membros do Tribunal da Inquisição o processaram com os métodos de coacção então comuns, pronunciando um veredicto que, em conformidade com o direito da época, foi inevitavelmente portador de uma morte atroz. Não nos compete exprimir juízos sobre a consciência de quantos estiveram implicados nesta vicissitude. Quanto emerge historicamente nos dá motivo para pensar que os juízos do pensador estavam animados pelo desejo de servir a verdade e de promover o bem comum, fazendo também o possível para salvar a própria vida. Objectivamente, porém, alguns aspectos daqueles modos de proceder e, em particular, o seu final violento por mãos do poder civil, não podem deixar de constituir hoje para a Igreja - neste como em todos os casos análogos - um motivo de profundo pesar. O Concílio recordou-nos oportunamente que a verdade "não se impõe de outro modo senão pela sua própria força" (Dignitatis humanae, 1). Por isso, ela deve ser testemunhada no absoluto respeito da consciência e da dignidade de cada pessoa.
    Fonte: http://www.vatican.va/roman_curia/secretariat_state/documents/rc_seg-st_doc_20000217_sodano-letter_po.html
    Leva a sério e sem o seu odio, sendo racional, pq a Igreja levou muito a sério, convidou historiadores, independente da religiao, para tal estudo.

    ResponderExcluir
  28. "Ou seja, ela puxou saco da Igreja só para conquistar os votos dos cristãos.O que a Igreja fez foi defender sua doutrina e instruir seus fieis, como vc instruiria um grupo de amigos seus a nao fazerem ou votarem em uma determinada pessoa."

    Não perder difere de ganhar. O que a Igreja fez foi errado, pois religião e política não devem se misturar. Daí vem o estado LAICO.

    "Me fale um fato de pró-igreja no brasil? E vc acha certo o aborto? Vejo radicalismo da sua parte, alguem que adquiri o laicismo como pensamento, quer tanto se vingar e expulsar a Igreja Católica de um lugar chega ser contraditorio."

    Realmente, Jesus Cristo foi o maior antropólogo da história, e é uma pena que aqueles os quais dizem seguir a doutrina dele não o fazem.
    Um fato de pró-Igreja no Brasil? Ora, veja as novelas da Globo. Não raro se veem missas sendo celebradas quando um personagem morre. Em toda novela há pelo menos uma missa. Agora, rituais judaico-muçulmanos são mostrados uma vez a cada quinquênio e os rituais de outras religiões são ainda mais raros.

    "A Igreja denomina cada religiao da sua maneira. Nunca vi uma papa se referindo a um determinado grupo religioso como se fosse ateu. Me mostre fatos."

    Ok. Quando eu viro para qualquer católico e digo que não sou católico, sou chamado de ateu. Isso é ou não é rotular?

    "E outra se são consideramos monumentos cristãos pela historia, entao foi após o grande Profeta vc nao acha? E outra independente disso, pq eles destruiriam a propria cultura?"

    Não sei as razões deles. Mas, posso garantir que os monumentos construídos antes de Maomé foram preservados (ou pelo menos grande parte deles)

    "Exageros? vc tá fazendo esses exageros. A história mostra que nao houve esse exagero que falam da Inquisição. Houve o erro, sim, infelizmente, mas não aconteceu a maioria desses exageros que falam. (Por exemplo)"

    A história, meu amigo, é feita pelos vencedores. E, infelizmente, os cristão venceram de fio a pavio desde o fim do Império Romano.
    Nossa, realmente, eu estou fazendo esses exageros. Eu nunca ouvi padres (até mesmo famosos) falando merda durante uma missa, condenando os homens sem conhecimento prévio de fatos e tantas outras coisas.

    "Se vc cansou de ouvir o que cada um fala, vai conhecer o que a doutrina fala em si, vc nao pode julgar uma instituição por boatos ou qualquer coisa que falam por ai, seria igual julgar uma familia justa por causa de um filho que foi preso. "

    Um dia eu tentei fazer isso. Cheguei a fazer 1ª Comunhão. Depois disso, tomei juízo e percebi que essa moral de escravos, como dizia Nietzsche, é absolutamente digna de pena

    "Entao vc acha certo algumas sociedades matar outras sociedades simplesmente por que nao sao iguais? Vc acha certo o racismo que algumas sociedades aderem? "

    Argumento emocional. Patético. Isso aí não é problema meu. É problema das próprias sociedades.

    "No Brasil há cerca de 75 tributos entre impostos, taxas e contribuições. Na prática, para poder usufruir de imunidade ou isenção de um determinado tributo há necessidade de cumprir alguns requisitos. Portanto, há necessidade de um estudo onde seja verificado que a Igreja atende a todos os requisitos para isenção ou imunidade daquele tributo. Tal estudo deve ser realizado tributo por tributo."

    Pelo que me parece, as igrejas são completamente isentas

    ResponderExcluir
  29. Como eu te disse pelo Facebook, Eduardo, populista tem vínculo até com o capeta para tentar fazer seus desmandos no país. Jango foi à China por ordem de Jânio para negociar um acordo. Não há relação comprovada entre Jango e Comunismo, e não se pode golpear alguém com dúvidas

    Outra coisa: Tratado de Latrão, 1929. E não falei sobre outros papas. Falei até 1943.

    Outro item: Há erros na doutrina sim. E, eu entendi, só não comprei a conversa do modo que você a colocou.

    Finalmente, se a Igreja teve e tem peito para interferir no laicismo de estados, que os desafie e comece a ser solidária de verdade

    ResponderExcluir
  30. Doutrina social de Igreja é conversa fiada, e Giordano não deveria ter sido morto. Uma verdade não pode ser imposta. Não em nome de Deus

    ResponderExcluir
  31. "Não perder difere de ganhar. O que a Igreja fez foi errado, pois religião e política não devem se misturar. Daí vem o estado LAICO."

    A igreja somente instruiu e defendeu sua doutrina, contra os ataques politicos.

    "Um dia eu tentei fazer isso. Cheguei a fazer 1ª Comunhão. Depois disso, tomei juízo e percebi que essa moral de escravos, como dizia Nietzsche, é absolutamente digna de pena"

    Fazer primeira comunhao nao é conhecer a doutrina plena da Igreja.

    "Argumento emocional. Patético. Isso aí não é problema meu. É problema das próprias sociedades."

    Emocional? Patetico? Estou apenas querendo te mostrar se é justo fazer algo do tipo? Se vc utiliza como argumento se torna problema seu, pois vc a defende.

    "Pelo que me parece, as igrejas são completamente isentas"

    Pelo que te parece é uma coisa e pelo que as leis falam é o que vale realmente.

    "A história, meu amigo, é feita pelos vencedores. E, infelizmente, os cristão venceram de fio a pavio desde o fim do Império Romano.
    Nossa, realmente, eu estou fazendo esses exageros. Eu nunca ouvi padres (até mesmo famosos) falando merda durante uma missa, condenando os homens sem conhecimento prévio de fatos e tantas outras coisas."

    Cara se o padre pregou que: Deus ama o pecador, mas abomina o pecado, entao vc nao entendeu o que ele disse, mas se ele disse contrario aquela frase ele pode ter errado. Lembre-se o padre nao é imune ao erro.

    "Realmente, Jesus Cristo foi o maior antropólogo da história, e é uma pena que aqueles os quais dizem seguir a doutrina dele não o fazem.
    Um fato de pró-Igreja no Brasil? Ora, veja as novelas da Globo. Não raro se veem missas sendo celebradas quando um personagem morre. Em toda novela há pelo menos uma missa. Agora, rituais judaico-muçulmanos são mostrados uma vez a cada quinquênio e os rituais de outras religiões são ainda mais raros."

    Cara vc assisti novela? hauhauhauhuhaha, brincadeira as vezes perco meu tempo com isso tb. Vejo contrario meu caro, quantos e quantos filmes e novelas espiritas, muçulmanas e astrologicas nao sairam por ae? E quantas novelas nao tentaram acabar com a figura do padre que acaba se casando ou gostando de outra mulher. Ou melhor filmes iguais, aqueles baseados nos livros do Dan Brown temos por ae, para acabar com a Igreja, de uma maneira autoritaria e totalmente confusa (que nao deixa as pessoas pensarem sobre, mas já mostram que a Igreja é errada e ponto final). E muitos filmes que eu assisti vejo mais missas protestantes e judias (filmes do Adam Sandler) que diferenciam do casamento católico.

    ResponderExcluir
  32. Sobre Jango irei averiguar melhor, pode ser? Pois igual te falei la em cima entre parenteses.

    "Outra coisa: Tratado de Latrão, 1929. E não falei sobre outros papas. Falei até 1943."

    Mas a verdadeira historia está lá e o que vc escreveu sobre Mussolini e a Igreja desconheço totalmente na historia. Me mostre tal argumento.

    "Outro item: Há erros na doutrina sim. E, eu entendi, só não comprei a conversa do modo que você a colocou."

    Quais erros? Pq vc nao comprou?

    "Finalmente, se a Igreja teve e tem peito para interferir no laicismo de estados, que os desafie e comece a ser solidária de verdade"

    Meu companheiro, a Igreja nao quer interferir em laicismo nenhum, "Os fiéis aprendam a distinguir entre os direitos e deveres que lhes incumbem enquanto agregados à Igreja e os que lhes competem enquanto membros da sociedade humana (...). Deve ser rejeitada aquela doutrina que tenta construir uma sociedade prescindindo totalmente da religião e ataca e destrói a liberdade religiosa dos cidadãos" ("Lumen Gentium", nº 36)", porem que haja um laicismo que tenha a Igreja Católica e nao da maneira que esta acontecendo. Se as pessoas aderem a Igreja é pq elas querem e nao por obrigação, muitos amigos e conhecidos que passaram pelo Sale nao aderiram a Igreja Catolica (se vc fala que ela é ditadora todas deveriam sair catolicos alienados, o que é um erro) e outros que tem uma familia católica crente nao quiseram seguir os passos de seus pais.

    ResponderExcluir
  33. "Doutrina social de Igreja é conversa fiada, e Giordano não deveria ter sido morto. Uma verdade não pode ser imposta. Não em nome de Deus"
    Se vc nao quer levar a serio a Doutrina Social da Igreja, o problema ja nao é comigo, te provei que a Igreja se preocupa com essas coisas.
    Eu nao disse que Giordano Bruno deveria ter sido morto, só te justifiquei o misticismo que fazem com o nome dele, que a propria historia mostra o contrario.
    A verdade esta sendo imposta pela propria historia e nao pela Igreja, somente foi utilizada uma frase de um documento para completar tal assunto, nada de mais.

    ResponderExcluir
  34. Corrigindo frase:
    porem quero que haja um laicismo que tenha a Igreja Católica e nao da maneira que esta acontecendo. Se as pessoas aderem a Igreja é pq elas querem e nao por obrigação, muitos amigos e conhecidos que passaram pelo Sale nao aderiram a Igreja Catolica (se vc fala que ela é ditadora todas deveriam sair catolicos alienados, esse alienalismo dentro da Igreja é totalmente excluido) e outros que tem uma familia católica crente nao quiseram seguir os passos de seus pais.
    "Ok. Quando eu viro para qualquer católico e digo que não sou católico, sou chamado de ateu. Isso é ou não é rotular?"
    Aqui que vc erra, eu nao falei que vc é ateu.

    ResponderExcluir
  35. Não posso mais responder por aqui. Me desculpe, Eduardo

    ResponderExcluir
  36. em relação à 'espiritualidade de esquerda',vale lembrar que a esquerda legítima é materialista e atéia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, caro Paulo. Porque, sinceramente, esquerdismo cristão é de matar. É muita incoerência unir cristianismo e esquerdismo.

      Excluir