11 de jul de 2011

Homem que mata, Socialista selvagem?

Meus prezados leitores e apreciadores deste blog, agora vem um novo post. Lembram-se que o post de 10 dias atrás foi sobre o Capitalismo? Então, para não ficar com uma imagem tão politizada assim, decidi, quase no mesmo dia em que escrevi sobre o Capitalismo, criticar também alguns fatores do Socialismo. Enfim, não adiantarei mais. Boa leitura.

Autodestruição

O Socialismo é, por conceituação primitiva, o sistema governamental cuja base ideológica constitui-se na igualdade ampla a todos, somente excluída no aparelho político. As propostas socialistas originais, de cunho nobre, englobavam as Reformas Agrária, Urbana, Política e Econômica, tendo na última a presença de uma das principais bandeiras desse sistema, a luta por melhores salários para os trabalhadores. Apesar de um ideal nobilíssimo, a imagem do Socialismo vem deteriorando-se, tendo como os principais causadores de tal os próprios socialistas atuais.
A chance mais notória dada a tal ideologia fora a Revolução Russa de Outubro de 1919. Um modo lento e gradual (mas seguro) utilizável para angariar o apoio das massas a tal regime foi descartado pelos primeiros governantes socialistas russos (também conhecidos por soviéticos). Ao invés de utilizarem-se de meios democráticos e mudar a ordem social paulatinamente, os soviéticos escolheram a luta armada para a instauração do novo governo. Adicionalmente, é célebre a repressão stalinista, a qual desassociou ainda mais a imagem do Socialismo da noção de democracia plena.
Além disso, houve também o episódio cubano. Originalmente uma ilha açucareira próspera, viu-se refém das péssimas políticas públicas e econômicas castristas e, após a queda da URSS (União das Repúblicas Socialistas e Soviéticas) em 1991, Cuba sentiu os efeitos de tais políticas. Além de prejudicar a ilha, esse fato associou o Socialismo à fragilidade econômica. Novamente, a culpa pode ser colocada nos próprios socialistas ineficientes.
Sumarizando, apesar de não se poder conclusivamente culpar o sistema Socialista em si, não haverá respeito por tal enquanto não houver uma sensível alteração nas políticas públicas e nos métodos ideológicos usados pelos socialistas atuais, transformando a ineficiência estatal em aparelhos públicos auto-suficientes e os regimes ditatoriais repressivos em democracias de fato


Nenhum comentário:

Postar um comentário