21 de fev de 2011

Tese sobre o Aborto

Bom, caros blogueiros, é hora de criticar sobre um dos temas mais hipocritizados da nossa sociedade: o Aborto. Minha intenção não é criticar a instituição A, B, C, D, E ou F, mas alertá-los para o quão deteriorada está nossa sociedade. Lembre-se: Você leu porque quis. Ninguém o obrigou. Desejo-lhes uma leitura agradável.

Vida VS Aborto: O Jogo da Hipocrisia
No ano de 2010, o Brasil passou por processo eleitoral, com a eleição de novos governadores e congressistas, além da eleição da primeira mulher presidente do Brasil,
Dilma Rousseff. Foi um ano atípico na história democrática da nação, com a adição de novas figuras, em sua maioria eleitas por voto de protesto. Porém, nunca antes na história do país esqueceu-se tanto de temas prioritários como educação e segurança e fez-se tanta demagogia em cima de questões não – prioritárias
   Uma dessas questões foi a descriminalização do Aborto. O eleitor brasileiro aparentemente esqueceu-se de analisar as propostas eleitorais e preocupou-se em medir a religiosidade (para muitos, parte vital do caráter) dos candidatos, principalmente por meio de suas opiniões sobre o Aborto. Algumas pessoas usaram o argumento de que a vida humana começa na concepção do embrião e, como a Constituição Brasileira de 1988 garante o direito à vida, o aborto não poderia ser descriminalizado
Porém, antes de argumentar contra tal descriminalização em prol da vida, é necessário enxergar além da roda viva da hipocrisia social. Essa mesma Constituição também garante o direito à saúde e educação de boa qualidade, moradia digna e igualdade perante a justiça, e nenhum desses direitos tão essenciais à vida é respeitado. Sem muitos desses direitos, condições essenciais para a manutenção da vida são postas todo dia em xeque
Portanto, é importante questionar: Como obrigar brasileiros e brasileiras a preservar um direito sem que o próprio país tenha as condições necessárias para assegurar a vida pós-concepção? Antes de forçar situações, é necessária a adequação de condições essenciais à preservação da vida


Quer elogiar, criticar, espernear, chorar, defender, debater? É só postar um comentário. Caso queiram algum outro tema que precisa ser discutido, ou o outro ponto de vista de algum tema sobre o qual eu venha a postar, é só pedir. Para o outro tema, se possível, coloque uma fonte de pesquisas

Nenhum comentário:

Postar um comentário